Esoterismo

3 Cartas Inacreditáveis que Chico Xavier Psicografou

Avatar
Escrito por Mistika

Seguir apenas aquilo que é visto pode não ser o melhor e o meio esotérico mostra isso. Aprender mais sobre as 3 cartas inacreditáveis que Chico Xavier psicografou pode trazer informações muito válidas.

Em primeiro lugar, trata-se do maior médium que o planeta já viu e alguém que ficou conhecido pelo bem que praticou.

Nascido em 1910, em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, Chico logo foi notado pela sua mediunidade e comunicabilidade com os mortos.

Foram mais de 500 livros lançados em mais de 7 estilos literários e todo o dinheiro doado a caridade.

Entretanto, Chico Xavier ficou conhecido pelas psicografias e principalmente aquelas que eram entregues mães dos falecidos.

Exemplos de 3 cartas inacreditáveis que Chico Xavier psicografou

Conforme foi citado acima, aprender mais sobre as cartas inacreditáveis que Chico Xavier psicografou é algo que traz informações.

A primeira é um pouco da valorização que essa figura precisa ter, porque foi um homem salutar.

Chico trouxe antecipações muito grandes da ciência e nos seus livros, fica claro a comunicação com os espíritos.

Até mesmo alguns artigos científicos são escritos com base em informações compartilhadas na sua obra.

Por todos esses pontos, a melhor alternativa é começar a atentar-se aos fatores e entender as cartas.

A seguir, será o momento propicio para ter a oportunidade de ver como tudo pode ser feito da maneira correta.

Carta ao filho de Nair Bello, Manoel Francisco Neto

Em 1975, o filho de Nair Bello, Manoel, infelizmente faleceu em um acidente automotivo muito grave.

A atriz estava triste e foi a Uberaba, cidade de Minas Gerais, procurar pelo médium e tentar uma comunicação.

Ainda bem que foi possível ter a comunicação e a psicografia veio recheada de informações muito relevantes.

Para permitir um melhor entendimento, é preciso conhecer as alternativas e a seguir confira algumas:

  • Nomes de parentes falecidos a muitas décadas, inclusive a atriz precisou pesquisar para saber da existência de alguns;
  • Relatando o estado atual da atriz, ou seja, de tristeza e da necessidade de voltar a trabalhar o quanto antes;
  • Relatos sobre o acidente, tudo detalhado e, como sempre, coisas que o médium não teria como saber.

A atriz recebeu a carta em 1977 e foi crucial para que a volta do trabalho acontecesse, melhorando todo o resto.

Nair passou a militar a favor do médium e principalmente sobre a paz que aquilo trouxe a ela.

O mais interessante e aquilo que merece atenção é o fato de a atriz ter conseguido recuperar-se do fato em apenas três meses.

Após a leitura da carta, Nair voltou a atuar e que o seu filho estava bem em outra dimensão.

Confira mais sobre esoterismo:

Carta de Volquimar, vítima do incêndio do edifício

Em fevereiro de 1974, o edifício Joelma pegava folgo e dentro dele centenas de pessoas vieram a falecer.

Poucas se salvaram e as mortes se davam pelo fogo ou pelo suicídio, porque infielmente algumas preferiram se jogar.

Uma das vítimas foi Volquimar, uma jovem de 21 anos que trabalhava no prédio e acabou perdendo a vida.

A sua mãe era espírita e teve um sonho com a filha morta, em que ela pedia para ir a Uberaba em uma data especifica.

Ao chegar no centro e procurar por Chico Xavier, a jovem lá estava e relatava na carta informações muito intimas.

Conseguir entender a profundidade da carta é necessário e por isso veja a seguir alguns desses dados:

  • Na carta era citado nomes de parentes que Chico não conhecia e nem poderia saber quem eram;
  • A jovem relava os momentos vividos no fogo, o sonho que foi dito e esmiúça tudo com riqueza de detalhes.

Volquimar diz que a mãe estava certa, pois no dia da morte, a mãe a viu ao seu lado, no carro.

Essa carta está presente no livro “Somos Seis”, em que Chico conta um pouco sobre os eventos do edifício Joelma.

A psicografia foi um dos maiores sucessos do médium e pode ser encontrada facilmente nas livrarias.

Carto do garoto Maurício, que o livrou da cadeia

Chico Xavier conseguiu até psicografar uma carta que foi aceita em juízo, no ano de 1976.

É muito importante mostrar que o garoto Maurício, de 15 anos, havia sido morto por um tiro disparado pelo seu melhor amigo.

O jovem José Divino foi o acusado e tinha 18 anos, a arma usada pertencia ao pai de Jose.

Divino foi acusado por homicídio doloso e o juiz Orimar de Bastos, aceitou as cartas de Maurício, psicografas por Chico Xavier, contando como prova.

Nas cartas era possível ler que o amigo não teve a intenção de matá-lo e que tudo foi apenas um acidente.

Com base na carta e também em outras provas, José Divino foi absolvido e o caso ficou conhecido no planeta todo.

Deu para ver que as cartas inacreditáveis que Chico Xavier psicografou mudaram vidas e até a justiça aceitou. Se quiser saber mais, acesse esse link e tenha acesso a um documentário contando mais sobre outras psicografias.

Sobre o autor

Avatar

Mistika

Que existe muita coisa sem explicação todos nós sabemos. O maisMistika surgiu da vontade de partilhar conteúdo espiritualista em várias vertentes que por vezes não é bem aceita nem entendido.

Não será uma missão fácil, mas temos certeza que muito dos assuntos falados irão ser do interesse de muitas pessoas.

Quer ser um colunista do maisMistika, envie seu pedido pelo formulário de contacto ou envie um email para: maismistika[@]gmail.com .

Deixe um comentário